Notícias

/artigo

Role para baixo e veja mais

Brasil Mais atendeu cerca de 71 mil empresas em pouco mais de um ano

O programa Brasil Mais já atendeu (ou está em fase final de atendimento) 71 mil empresas em vários estados do país desde sua retomada, em novembro de 2019 até agora. O programa, coordenado pela Secretaria Especial de Produtividade e Competitividade do Ministério da Economia (SEPEC/ME) e realizado em parceria com a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), Sebrae e SENAI, tem como objetivo ajudar micro, pequenas e médias empresas a modernizarem seus negócios e ampliarem a produtividade, com ferramentas de baixo custo e alto impacto.

Estudo feito pelo Sebrae, a partir do acompanhamento de quase 5 mil empresas que participaram do Brasil Mais, mostrou que, em média, esses pequenos negócios tiveram um aumento de 52% de produtividade e um incremento de 18% no faturamento. Análise comparativa dos resultados alcançados pelas empresas que participaram do programa, em seu ciclo piloto, e a Pesquisa Sebrae/FGV sobre o Impacto da Pandemia, mostra que os pequenos negócios atendidos pelo Brasil Mais registraram um faturamento, em média, 42% superior às micro e pequenas empresas em geral.

Sócio-proprietário da choperia Hora K, em Florianópolis (SC), Luiz Carlos Padilha abriu seu negócio no meio da pandemia, sem experiência com empreendedorismo. Com o Brasil Mais, ele garantiu todo um acompanhamento para manter sua empresa funcionando. O Agente Local de Inovação (ALI) o Sebrae realizou uma análise e propôs várias mudanças para Luiz Carlos .

A primeira delas foi a definição do público-alvo e as estratégias para atrai-lo via redes sociais. “Logo vimos que, ao contrário do que pensávamos, nosso público era de maiores de 30 anos, e não os muito mais jovens. E que gostavam de música ao vivo, o que providenciamos de imediato”, contou.

O reforço às medidas de segurança contra o coronavírus, e a ampla divulgação nas redes sociais, também aumentou o movimento da casa. “Com as redes e o próprio boca a boca, as pessoas começaram a identificar a choperia como um lugar seguro para frequentar”.

Ao final do trabalho realizado pelo ALI, Luiz Carlos conta que não só realizou todos os ajustes, como viu seu movimento aumentar e seu faturamento crescer. Receber todo o feedback de um consultor com experiência, verificando meus pontos fracos, e me dando conselhos diretos, sem nenhum tipo de custo, foi excelente. O Brasil Mais foi um divisor de águas para minha empresa”

O SENAI, que é o executor do programa responsável por atender as indústrias, registrou aumento médio de 47,5 % de produtividade nas empresas atendidas, com um payback de 1,55 meses. Diferentemente do Sebrae, cujo atendimento é totalmente gratuito, o trabalho do SENAI tem um pequeno custo por parte do dono da indústria. Além disso, os dados mostram média de redução de 71% de movimentação e 58% de perdas materiais.

A Cequipel Paraná, fabricante de mobiliário escolar e de escritório, foi uma das indústrias atendidas pelo SENAI. A mentoria oferece às indústrias participantes a oportunidade de ganhar um aumento médio de produtividade acima de 20%, com decisões mais ágeis e assertivas, com o uso de técnicas de produção enxuta.

O diretor industrial, Lucas Oppitz, conta que, com a mentoria, aprendeu-se a fazer mapeamento do fluxo de valor para poder identificar desperdícios e gargalos da produção. A aplicação de verniz no tampo de carteiras escolares era um deles. “Analisamos várias atividades dentro dessa operação e percebemos que muitas delas não agregavam valor. Essas foram eliminadas e outras reduzidas”.

O resultado do trabalho foi aumento de 22% da produtividade e redução de 27,8% dos custos do setor. “O programa é muito prático, muito mão na massa. Com a ajuda do mentor, aprendemos as ferramentas que nos ajudam a eliminar os desperdícios e a aumentar a produtividade da fábrica. Valeu muito a pena”.   

A Carob House, referência nacional na produção de produtos à base de alfarroba, teve o auxílio do Brasil Mais na otimização de processos de sua fábrica. O aumento de produtividade chegou a 83% em algumas das áreas que passaram pela mentoria. A diretora executiva da empresa, Eloisa Orlandi, afirmou que participar do Brasil fez toda a diferença para sua fábrica, que fica em Campina Grande, no sul do Paraná. “Nem sempre é confortável para nós, gestores, verem o antes, mas é extremamente gratificante ver o depois".

Brasil Mais – Coordenado pelo Ministério da Economia, com gestão operacional da ABDI e execução pelo SENAI e Sebrae, o programa Brasil Mais oferece soluções de baixo custo e de rápida implementação para melhorar a gestão, inovar processos e reduzir desperdícios. O novo ciclo do programa está marcado para começar em março de 2022, com 22 mil novas vagas.

Saiba mais